Será que vale a pena ser MEI

Compartilhe com Amigos

 

MEI significa Microeemprendedor Individual, ou seja, um profissional autônomo. Quando você se cadastra como um, você passa a ter CNPJ, ou seja, tem facilidades com a abertura de conta bancária, no pedido de empréstimos e na emissão de notas fiscais, além de ter obrigações e direitos de uma pessoa jurídica. Confira abaixo tudo o que você precisa saber para se tornar um MEI.

Quais as vantagens de ser MEI?

 

O Mei tem direito à cobertura previdenciária do INSS (aposentadoria por idade, auxílio-doença, salário-maternidade, entre outros benefícios previdenciários).

O MEI é registrado no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e, assim, pode emitir notas fiscais, abrir conta bancária empresarial e ter acesso a linhas de crédito com melhores taxas.

Não há taxa de registro, a cobrança dos tributos é mais barata e em valor fixo mensal os controles são simplificados, é possível ter acesso a serviços gratuitos e ainda ter segurança jurídica para desenvolver o negócio

 

certificado-digital

Quais as desvantagens de ser MEI?

 

A  desvantagem em ser um MEI é a limitação da expansão do seu negócio. Atualmente, o limite de faturamento anual (de janeiro a dezembro) do MEI é de R$ 81 mil.

 

Se isso acontecer, sua empresa começar a faturar mais de R$ 81 mil no ano, você precisará deixar de ser um microempreendedor individual e será necessário abrir uma micro ou pequena empresa. Se isso acontecer, esqueça todas as vantagens de ser um MEI.

 

 

Quem é cadastrado no MEI tem direito ao PIS?

 

Essas são as regras, então tem direito ao benefício do PIS quem possui carteira de trabalho há pelo menos 5 anos. tendo este recebido até 2 salários mínimos mensais (em média) e exercido atividade remunerada por 30 dias consecutivos no ano-base da apuração do PIS. Dessa forma, o MEI não terá direito ao abono do PIS.

 

Quais os benefícios de ser um micro empreendedor individual?

 

  1. Legalização do próprio negócio;
  2. Facilitação na burocracia;
  3. Direito a benefícios previdenciários;
  4. Isenção de impostos;
  5. Simplificação da escrituração contábil e fiscal;
  6. Possibilidade de contratação;

 

MEI pode participar de licitações públicas?

Sim, o MEI também pode participar de licitações públicas (vender para o governo, e está dispensado de escrituração contábil e do levantamento anual do balanço patrimonial e de resultado econômico.

 

Com todas essas vantagens de ser um Micro Empreendedor Individual, não significa que o MEI não precisa de ter um “Contador” aliado a uma boa gestão administrativa é um pilar muito importante para sua empresa crescer.

 

Veja a baixo alguns fatores que devem serem considerados na hora de contratar ou não um Contador:

 

  1. A saúde financeira da sua empresa passa necessariamente por uma boa organização contábil.
  2. A contabilidade bem elaborada ajuda a entender os resultados obtidos.
  3. O escritório de contabilidade orienta o empreendedor sobre diversos procedimentos, evitando assim, multas.
  4. Poderá considerar o contador como um parceiro de negócios. Sempre que algo esteja fora do padrão poderá pedir orientação.
  5. Não corre riscos de cometer erros nas declarações por falta de experiência e ser penalizado por isso.
  6. Colabora com o pontapé inicial da empresa. Momento de maior dificuldade para muitos, pois a abertura de uma empresa exige procedimentos distintos.
  7. Elabora relatórios simplificados para facilitar o entendimento.

Compartilhe com Amigos